domingo, 8 de fevereiro de 2009

O Leitor

Nossa... para não cair em esquecimento total, vim escrever um breve post no blog, do qual deve retornar à ativa em meados desta semana. E nada melhor que voltar à ativa comentando sobre os filmes indicados ao Oscar, antes de continuar o BDC Awards 2009.
Título original: The Reader
Ano de lançamento (E.U.A): 2008
Direção: Stephen Daldry

Subestimado por muitos na corrida do Oscar, ´´O Leitor`` surpreendeu ao chegar com a dupla indicação filme/diretor, além de elevar Winslet à merecida categoria principal de melhor atriz. A Academia adora o Daldry e não é por menos, todos os seus filmes são belos e tocantes, envolvendo um drama interior e interpessoal notável em seus personagens, o que faz com que estes tomem rumos totalmente diferentes do que imaginávamos. E isto acontece com proeza no seu novo longa, contando ainda com uma abordagem narrativa divergente das demais quando estuda-se uma temática tão polêmica como o nazismo, utiliza-se no longa um estilo de imagem diferente, não os colocando como monstros, mas como seres que cometeram erros inapagáveis e destruidores, e que chegaram a compartilhar sentimentos verdadeiros com outros como o relacionamento entre os protagonistas.

Michael Berg (David Kross/Ralph Fiennes) é em 1995 um bem sucedido advogado, separado e pai de uma filha. Mas ele manteve um segredo durante toda a sua vida. Em 1958 aos seus 15 anos, numa Alemnha em plena recuperação pós-guerra, ele se envolveu com uma mulher muito mais velha chamada Hanna Shmitz (Kate Winslet) onde passaram um verão inteiro juntos, apegando-se amorosamente um ao outro, até que Hanna resolveu abandoná-lo. Transtornado e depressivo Michael trata de retornar à sua vida habitual e entra numa faculdade de Direito. É então quando ele vai assistir ao julgamento de 6 mulheres que foram oficiais nazitas durante a Segunda Guerra, acusadas de crimes severos e monstruosos. Uma dessas mulheres é Hanna e Michael se vê abalado ao ter consciência da verdadeira face de seu amor juvenil. A cada sessão ele descobre mais sobre a moça, até que num certo dia onde precisam da escrita da acusada para validar uma prova ela se rejeita e diz não ser necessário, confirmando a prova. Michael então percebe o verdadeiro motivo de sua atitude; ela não sabe ler e sempre escondeu isso, relembrando os romances que ele recitava para Hanna, enquanto esta apenas escutava e nunca fazia questão de ler por si própria.

Indeciso entre revelar seu segredo ou não ao tribunal, ele decide escondê-lo pelo resto da vida, e isso trará a ambos vastas consequências nas suas vidas, na parte pessoal do próprio Michael e no rumo que Hanna toma. Adotando uma narrativa de vai-e-vem, mas contínua, o roteiro do longa destaca-se como um de seus melhores aspectos, balanceando bem as fases do personagem e estudando-os e descobrindo-os de maneira satisfatória conoforme os anos vão passando, se posicionando a todo momento como um drama sentimental bastante parecido àquele velho estilo de filmagem do cinema europeu. E Daldry consegue mais uma vez pôr seus conceitos em prática, aproveitando da situação dos personagens e colocando-os em conflito com eles mesmos, mas sempre utilizando um aspecto simplório fazendo deles pessoas comuns em momentos incomuns e inesperados. Maduro e consciente o diretor nunca perde o foco da película nas diversas fases do longa, salvando o espectador da confusão e sempre mantendo uma concordância entre os fatos, uma continuidade.

A parte mais brilhante do longa é claro o momento em que Daldry dedica-se apenas a estudar o relacionamento entre os dois, mantendo um tom de romance, drama e suspense incrível, o que faz que se o filme fosse só aquilo já daria um excelente resultado. Por isso explica-se o fato de na última fase a fita perder um pouco de sua qualidade dramática, nos dando saudades da época de início da projeção. Winslet vai ganhar o Oscar, e merecidamente, já que a atriz é passiva de uma serenidade e curiosidade incrível para sua personagem e ao contrário do que esperávamos não nos faz odiá-la (e eu odeio demais qualquer coisa ligada ao nazismo). Ralph Fiennes, como sempre, faz um trabalho excelente (é até clichê ficar repetindo isso), o talento do ator é estupendo e brilhante. Outro que também atua tão brilhantemente no longa é David Kross (injustamente esnobado nas premiações), pois afinal ele carrega grande parte do drama da película nas suas costas. Com qualidades técnicas irretocáveis, inclusive o sempre fantástico Roger Deakins na fotografia, ´´O Leitor`` é um filme que merece estar entre os 5 finalistas, sendo meu terceiro preferido dentre os indicados, mas talvez nem entraria no meu top 5, acho na verdade que por bem pouco não entraria.
Cotação: 8.5

11 comentários:

Chris disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
- cleber ! disse...

Ando bastante impresssionado com o tanto de coisas ruins que andam falando do filme, espero um grande trabalho de Stephen Daldry !

Kau Oliveira disse...

Faaaala garoto!! Bem-vindo de volta =)

Sobre o filme, não gostei muito. Minha nota é 7,0 e achei o material meio insensível e super frio. Entretanto, mesmo que COADJUVANTE, Kate está extraordinária.

Abs!!

pedro tavares disse...

Oi Sérgio! Achei "O Leitor" bem amarrado, porém super frio. Em relação ao filme do Fred Durst, esperava uma verdadeira bomba e veio uma bombinha só, portanto resolvi dividir minha opinião sobre o filme. Mas na verdade eu gostaria de ver o primeiro filme dele.

abração

Kamila disse...

Eu concordo que o primeiro ato de "O Leitor" é perfeito. E digo mais, o filme funciona muito bem quando David Kross e Kate Winslet estão juntos em tela, até mesmo no segundo ato, no tribunal. Os elementos técnicos do filme também são ótimos e, no geral, este é um ótimo trabalho do Stephen Daldry.

Vinícius P. disse...

Acho que é um belo trabalho do Stephen Daldry, sem dúvida, mas não ficaria nem no meu top 10 do ano...

Vulgo Dudu disse...

É um filme que tinha poatencial para ser bem melhor. E pelo que ando vendo, todos os indicados tinham potencial para serem melhores...

Abs!

Pedro Henrique disse...

Estou lendo o livro. Vou ver o filme semana que vem. Deve ser bom demais!

Abraço!

O Cara da Locadora disse...

Eu sei exatamente como é ficar sem tempo para postar, rs... Infelizmente eu to sem tempo até de ver filmes, e nem vi esse também... Passei aqui pra te dizer que indicamos vocês a um selo, passe n'O Cara da Locadora para conferir... Abraços...

Matheus Pannebecker disse...

É bom ver que tem gente que aprecia bastante "O Leitor". Eu achei o resultado muito bom e apóio a indicação do filme ao Oscar!

Wally disse...

Que bom que gostou! Alias, concordamos na maioria dos aspectos (e ainda demos a mesma nota). Não acho que merecia a indicação, mas é um belo filme.

Ciao!