sexta-feira, 6 de março de 2009

BDC Awards - Roteiros, Filme Estrangeiro e Filme Nacional

Antes de começar devo salientar que o prazo de votação para o Prêmio do Júri está encerrado, conforme prometido durou até o término do dia 06/03/2009. 10 blogueiros participantes serão os membros e mediante a apuração de todos os votos, estes escolheram os melhores pelo Prêmio do Júri. E vamos lá:

Melhor Roteiro Adaptado

and the BDC goes to...


Sangue Negro: adaptado do livro clássico de Upton Sinclair ´´Oil!`` o roteiro de ´´There Will Be Blood`` é uma combinação entre poder, traição, falsidade, orgulho, egoísmo, cobiça, e lógico ambição, durante todas as quase 3 horas de projeção vemos um estudo destas características peculiares pertencentes a todo e qualquer indivíduo, e até onde , por mentes corrompidas, ela s podem nos levar, na verdade são através destas que sempre se consome os piores males e atrocidades dos homens. Todo esse estudo é concentrado na reflexão intíma de um personagem e sempre vemos aquelas situações através dos nossos olhos, mas somos agredidos pelo mundo de Plainview, pelo seu modo de ver as coisas. Além disso os outros personagens principais são detalhadamente estudados e interligados à importância, seja negativa ou positiva, que ele representam para Daniwl Plainview. Um dia hei de ler o romance de Sinclair.


2° Gomorra: estou lendo o livro de Roberto Saviano, uma leitura excelente, fascinante e perturbadora. E algo é fato, embora seja uma linguagem simples e de fácil entendimento, a versão é complexa, super ramificada, na tentativa bem sucedida de Saviano em transportar todos os segmentos da máfica napolitana, desde do menos ao mais importante, já que tudo é real e aconteceu. Ler este livro me deixou espantado com a abilidade dos roteiristas em retirar tantos pontos diversos e conseguir transportar numa trama de histórias contínuas, e na tentativa de seguir o livro separadas. Enfim, falarei mais sobre o livro depois, a adaptação é sensacional.


3° O Escafandro e a Borboleta: talvez a adaptação mais complicada da lista. E de maneira simplória, emocionante, tocante e triste, ela foi feita com louvor, honrando a memória do próprio autor do livro. Adotando uma maneira humana e natural o roteiro de ´´O Escafandro e a Borboleta`` retira aprendizados, belezas, tristezas e realidades, sendo uma verdadeira lição de vida.




4° Onde os Fracos Não Têm Vez: outra adaptação de um livro do qual sou louco para ler. A tensão, o suspense e acima de tudo a reflexão e conformação de uma sociedade perdida e violenta está presente assim como na leitura, e nos surpreendemos e ansiemos pelo destino de seus personagens.





5° Persépolis: é como estivéssemos vendo não um roteiro de um longa, mas sim o desenrolar dos próprios quadrinhos de Marjani Satrapi de ondea trama é baseada. Empolgante do início ao fim.





Melhor Roteiro Original

and the BDC goes to...


Senhores do Crime: a trama de um bom filme máfia deve ser cheia de surpresas, conter suspense, drama interior, violência, personagens complexos e intrigantes, e porquê não como tenta fazer ´´Senhores do Crime`` uma suavidade poética. Adotando uma temática bastante constante, ainda assim o roteiro do filme surpreende nas suas revelações mais importantes e adota uma seqüência monótona e como dito suave dos fatos, nada acontece rápido demais ou premeditado. Tudo é bem estudado, explorado e estruturado nos seus desfechos, uma bela original e inovadora formar de estudar meu gênero favorito; os filmes de máfia, sendo este um belíssimo trabalho, digno do gênero ao qual pertence.


2° Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto: o modo como

o roteiro deste longa nos passa uma tragédia grega é fantástico. Começando como toda do tipo, algo aparentemente simples e que dará tudo errado numa trama que envolve uma discussão no encarte familiar relevante, além de possuir uma narrativa de seqüência não linear e nunca confusa.




3° Wall-E: a idéia e a premissa de ´´Wall-E`` é encantadora e logicamente extremamente reflexiva, agride certos aspectos da nossa sociedade atual tal como o consumismo, algo muito incomum para uma animação da Pixar, esta aliás que vem numa crescente fantástica de produções belissímas.




4° 4 meses, 3 semanas e 2 dias: simples, particular, preciso, realista, perturbador e chocante. Esta é a perfeita descrição da trama do longa, que mesmo lenta e sonolenta prende e assusta a quem assiste.






5° O Gânster: embora peque imperdoavelmente na tentativa covarde de glorificar um bandido marginal, o roteiro de ´´American Gansgter`` se destaca pelo sua capacidade gigantesca em envolver o espectador, ao passar um tom seqüencial e frenético.



Melhor Filme Estrangeiro

and the BDC goes to...


O Escafandro e a Borboleta (França): após assistir esta obra fiquei a refletir por algum tempo, pensando se minhas atitudes de ontem ou hoje estão corretas ou erradas, se eu faço coisas digna de um homem de boa índole todos os dias da minha vida, enfim, se eu mereço tudo que tenho e porquê reclamo por muitas vezes sobre algo exdrúxulo. A vida de Jean Dominique Bauby nos deixa abalados emocionalmente, afinal, o diretor Julian Schnabel ao nos passar a visão encarada pelo próprio Dominique transcede um aspecto realista incrível, degradante e emocionante. Esta obra além de tudo é uma mensagem para todos, que vivamos o máximo de nossas vidas e sejamos felizes.


2° Gomorra (Itália): meu coração perdeu um pedaço, aliás que pena ´´Gomorra`` perder nesta categoria. A denúncia, a dificuldade em transpor o livro de Saviano, o aspecto documental, a narrativa complexa e separada, a violência crua e fria, ´´Gomorra`` é quase uma obra-prima, um dos melhores filmes dos últimos anos, assim como seu livro.




3° Persépolis (França): também considero ´´Persépolis`` quase uma obra-prima, é impossível não se encantar com o mundo da personagem, pois o longa em sua maneira simples e natural é uma belíssima obra de arte.




4° 4 meses, 3 semanas e 2 dias (Romênia): a crueldade visual desta obra choca a qualquer espectador que seja, e sem medo algum de criar polêmica a trama segue seu destino final triste e revoltante, mas necessário. Atuações espetaculares de jovens estreantes.





5° Leonera (Argentina): a direção de Trapero pesou muito aqui. É grande mérito do diretor e de sua esposa, a protagonista Martina Gusman, a qualidade dramática de ´´Leonera`` ser tão forte, empolgante e cativante.





Melhor Filme Nacional

and the BDC goes to...


Linha de Passe: num ano de poucos grandes filmes brasileiros, ao menos 1 ou 3 consagram-se no rol de belos trabalhos, e este é um deles. Sem muito desvaneios Walter Salles e Daniela Thomas abordam uma temática familiar de forma bem peculiar, já que cada integrante da família possue um problema específico, e são estes os principais motivos dela ser tão complicada, mas ao mesmo tempo unida. Grandes atuações e um final subjetivo que entrega ao espectador o desfecho da trama.


2° Ensaio Sobre a Cegueira: a adaptação seria dificílima, é fato. O livro de Saramago é complicado, denso e possue uma linguagem rebuscada (digo isto porque li), mas o acerto do roteirista e Meirelles ao retirararem os principais pontos da obra favoreceu muito o andamento da película.





3° Estômago: onde tem João Miguel sempre vale a pena dar uma conferida. Aqui não é diferente, um humor negro inteligente e um final surpreendente, além de atuações excelentes, não só do Miguel como por parte do resto de todo o elenco.





4° Meu Nome Não é Jhonny: é bem preciso, objetivo. Peca um pouco em cenas superficiais, mas a qualidade da fita é incontestável, e aliás como eu disse acima, onde tem Selton Mello sempre vale a pena dar uma conferida.





5° Terra Vermelha: embora monótono, trata de maneira realista a atual situação dos índios no nosso país, possuindo um aspecto documental bem interessante e ágil.

5 comentários:

• Cleber! disse...

O Roteiro de Sangue Negro é excepcional - porém prefiro o de "Medo da Verdade" ... Sinceramente, achei um burraco esse seus indicados a melhor roteiro original ... acho que não indicaria nenhum deles, uma vez que pra mim o melhor era "A Família Savage" ...
O filme de Julian merece todos os meritos possivéis, um grande filme grande direção!


Abraço!

Kau Oliveira disse...

Serginho, permita-ma discordar de uma coisa: detesto Senhores do Crime, rsrs. Acho clichê e chatola. Além de que não vi nada além de um sotaque na atuação de Viggo.

E fiquei feliz em não ver Juno em Roteiro Original!!! =)

Abs!

Vinícius P. disse...

Novamente gostei muito da distribuição de prêmios! "Sangue Negro" tem mesmo um roteiro fantástico e o Paul Thomas Anderson merece esse reconhecimento. Não gosto tanto de "Senhores do Crime", mas que bom que se lembrou do meu favorito "WALL-E"! Filme estrangeiro e nacional vai mesmo para "O Escafandro e a Borboleta" e "Linha de Passe"!

Kamila disse...

Vou discordar do prêmio de Melhor Roteiro Original para "Senhores do Crime". Achei uma obra um tanto irregular.

Anônimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ acheter cialis
http://commandercialisfer.lo.gs/ vente cialis
http://prezzocialisgenericoit.net/ costo cialis
http://preciocialisgenericoespana.net/ comprar cialis