sábado, 22 de março de 2008

Grande Prêmio Cinema Brasil ( Tropa... e O Ano... lideram )







Desculpem pela minha demora e ausência depois da premiação do Oscar, raros leitores e talvez único ( eu mesmo ) deste blog. Mas venho-lhes avisando que volto com tudo, em breve ocorrerá o Serginho´s Oscar com meus nomeados e seus votos para decidirmos quem foram os verdadeiramente melhores filmes de 2007, pois a voz do povo é a voz de Deus. Como pequena prévia aviso o seguinte: Sangue negro foi o melhor filme de 2007 no ponto de vista crítico do apenas fã e cinéfilo Sérgio Déda, e portanto ele se sobressairá nas indicações. Mas antes da premiação mais importante do cinema mundial rsrs, deixe-me apresentar outra premiação que conduz exatamente com o título deste post.
Eis os indicados ao Grande Prêmio Cinema Brasil, o ´´ Oscar brasileiro `` :

Melhor filme

- “O ano em que meus pais saíram de férias”
- “Baixio das bestas”
- “O céu de Suely”
- “O cheiro do ralo”
- “Tropa de elite”

Melhor diretor

- Beto Brant e Renato Ciasca (“Cão sem dono”)
- Cao Hamburger (“O ano em que meus pais saíram de férias”)
- João Moreira Salles (“Santiago”)
- José Padilha (“Tropa de Elite”)
- Karim Aïnouz (“O céu de Suely”)

Melhor ator

- João Miguel (“Mutum”)
- Lázaro Ramos (“Ó pai, ó”)
- Marco Ricca (“A Via Láctea”)
- Matheus Nachtergaele (“Baixio das bestas”)
- Selton Mello (“O cheiro do ralo”)
- Wagner Moura (“Tropa de elite”)

Melhor ator coadjuvante

- Caio Blat (“O ano em que meus pais saíram de férias”)
- Daniel Oliveira (“Zuzu Angel”)
- Germano Haiut (“O ano em que meus pais saíram de férias”)
- João Miguel (“O céu de Suely”)
- Milhem Cortaz (“Tropa de elite”)

Melhor atriz

- Andréa Beltrão (“Jogo de cena”)
- Carla Ribas (“A casa de Alice”)
- Dira Paes (“Baixio das bestas”)
- Hermila Guedes (“O céu de Suely”)
- Patrícia Pillar (“Zuzu Angel”)

Melhor atriz coadjuvante

- Alice Braga (“O cheiro do ralo”)
- Hermila Guedes (“Baixio das bestas”)
- Marcélia Cartaxo (“Baixio das bestas”)
- Silvia Lourenço (“O cheiro do ralo”)
- Simone Spoladore (“O ano em que meus pais saíram de férias”)

Melhor longa-metragem de animação

- “Brichos”
- “A turma da Mônica em uma aventura no tempo”
- “Wood & Stock, sexo, orégano e rock’n’roll”

Melhor longa-metragem estrangeiro

- “Babel”, de Alejandro González (EUA)
- “A culpa é do Fidel”, de Julie Gavras (França)
- “Os infiltrados”, de Martin Scorsese (EUA)
- “Pequena Miss Sunshine”, de J. Dayton e V. Farias (EUA)
- “A vida dos outros”, de Florian Henckel Von Donnersmarck (Alemanha)
- “Volver”, de Pedro Almodovar (Espanha)

Melhor roteiro original

- “A casa de Alice”
- “O ano em que meus pais saíram de férias”
- “Jogo de cena”
- “Saneamento básico – o filme”
- “Tropa de elite”

Melhor roteiro adaptado

- “Mutum”
- “Batismo de sangue”
- “O cheiro do ralo”
- “Cão sem dono”
- “Ó pai, ó”

Melhor direção de arte

- “O ano em que meus pais saíram de férias”
- “O cheiro do ralo”
- “Zuzu Angel”
- “O céu de Suely”
- “Tropa de elite”

Melhor direção de fotografia

- “O ano em que meus pais saíram de férias”
- “O cheiro do ralo”
- “Tropa de elite”
- “O céu de Suely”
- “Santiago”

Melhor som

- “O cheiro do ralo”
- “Santiago”
- “Tropa de elite”
- “O céu de Suely”
- “Zuzu Angel”
- “O ano em que meus pais saíram de férias”

Melhor trilha sonora

- “O cheiro do ralo”
- “O céu de Suely”
- “O ano em que meus pais saíram de férias”
- “Cartola música para os olhos”
- “Tropa de elite”

Melhor figurino

- “Noel – Poeta da Vila”
- “Tropa de elite”
- “O ano em que meus pais saíram de férias”
- “Zuzu Angel”
- “O céu de Suely”

Melhor longa-metragem de documentário

- “Cartola – Música para os olhos”
- “Estamira”
- “Fabricando Tom Zé”
- “Jogo de cena”
- “Santiago”

Melhor maquiagem

- “O ano em que meus pais saíram de férias”
- “O céu de Suely”
- “Tropa de elite”
- “Zuzu Angel”
- “Batismo de sangue”

Melhor efeito especial

- “O cheiro do ralo”
- “Saneamento básico – o filme”
- “Mutum”
- “Tropa de elite”
- “Cidade dos homens”

Melhor montagem de ficção

- “O ano em que meus pais saíram de férias”
- “Baixio das bestas”
- “O céu de Suely”
- “O cheiro do ralo”
- “Tropa de elite”

Melhor montagem de documentário

- “Santiago”
- “Pro dia nascer feliz”
- “Jogo de cena”
- “Person”
- “Estamira”


Não levem a mal, mas retirei as categorias relacionadas aos curtas, nada contra, muito pelo contrário pois em breve pretendo filmar os meus.
Bom... Tropa de Elite e O Ano... lideram e devem devidir os principais prêmios, sobrando para Tropa o favoritismo devido a enorme febre que tomou o país pelo filme. Muito bom ver O Cheiro do Ralo indicado, espero que ganhe pelo menos em roteiro adaptado e atriz coadjuvante, trilha sonora e quem sabe em direção de arte. Comento sobre todos os filmes indicados mais tardiamente.

3 comentários:

Câmera Digital disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Câmera Digital, I hope you enjoy. The address is http://camera-fotografica-digital.blogspot.com. A hug.

Vulgo Dudu disse...

O cheiro do ralo, na minha opinião, foi o melhor filme nacional dos últimos tempos. Se adequa perfeitamente ao meu estilo - tanto visual, quanto textual. Um roteirão, com excelentes atuações. Adoro!

Os outros também são ótimos. Dos seus indicados, só não vi Baixio das bestas, por mera falta de oportunidade...

Abs!

Deny! disse...

Caçando algumas informações sobre cinema, achei seu blog....Adorei!!!
Adicionado aos meus favoritos e aos mais bem caprichados.
grande beijo
Denise